quinta-feira, 23 de abril de 2015

Museu é coisa de Bebê





Hey Pessoal,
Na minha busca por programas culturais interessantes para fazer com a Alice, conheci um museu que realiza um lindo trabalho para bebês aqui no Rio e a proposta me encantou muito. Fiquei super curiosa para saber como seria levar minha filha de 1 ano e 5 meses em um museu. Enfim, consegui encaixar uma folga no trabalho e marquei a visita guiada e vou contar para vocês como foi essa experiência. 
Já falamos aqui no blog da importância dos estímulos sensoriais e motores para o desenvolvimento do bebê, e esta visita ao museu de arte Naif foi repleta de estímulos para a Alice.
A arte Naif é produzida por artistas sem preparação acadêmica, cheia de liberdade, com uma paleta de cores chocantes e fortes. Elas conseguem expressar alegria, beleza e espontaneidade, aguçando a imaginação dos adultos e também dos bebês. 
O MIAN - Museu Internacional de Arte Naif no Brasil é um museu que recebe o publico de todas as idades, aberto a crianças e adultos, e em especial desenvolve um trabalho para crianças de 3 meses até 11 anos de idade. Isso inclui oficinas de brinquedos com a participação dos pais, rodas de cirandas, visitas guiadas e atividades lúdicas com estimulação sensório-motora. As atividades fazem com que a criança tenha encantamento pelas obras de arte, cores, formas e luminosidades, além dos pequenos interagirem com o ambiente do museu. 
As turmas são separadas e as atividades são de acordo com a idade da criança. O tema do mês de março foi "A caminho das Índias" e hoje vou falar da turma Naif para nenéns +1(crianças de 1 a 3 anos), que foi a turma da Alice. Uma andante e curiosa, que interagia com tudo! 
Entramos no museu, uma casa antiga rodeada de verde, com uma varanda gostosa e bem aconchegante. 





Fomos recebidas por uma arte educadora que nos orientou a começar a olhar as obras e aguardar. Cada quadro que eu mostrava, ela se encantava. 



Impossível não se apaixonar pelo imenso painel da cidade do Rio, com um cristo redentor bem na entrada, cores fortes e vibrantes bem característico da obra Naif.


Enquanto ela viajava nas descobertas dos quadros, ouvimos o som de um instrumento diferente, quando olhamos, vimos uma linda moça com trajes típicos da Índia,  maquiagem específica, tocando um instrumento e nos convidando para ir para uma outra sala. 


Entramos em uma sala com uma bela decoração Indiana, tinha uma tapeçaria colorida. Fomos convidadas a tirar os sapatos e nos sentar no chão e de lá começamos uma viagem a Índia através da nossa imaginação.




A educadora contou uma história cheia de sons e movimentos de Yoga, imitando animais que podemos encontrar na savana indiana. Nossa participação foi fundamental para maior interação entre mãe e filho e também na construção do universo imaginário que estava sendo apresentado para a criança. 




As crianças ficaram soltas e foram entregues a elas pelúcias e brinquedos lúdicos. Alice se encantou por uma cobra feita com material reciclado, se enrolava na cobra e foi o brinquedo preferido. 




Até que chegou um momento onde foram apresentados instrumentos musicais para as crianças e elas adoraram. Foi muito divertido de ver. 


Por ultimo, as crianças receberam saquinhos com especiarias da Índia. Elas podiam cheirar, tocar e se quisessem, podiam experimentar o cravo e a canela. Achei muito bacana esse momento de descoberta. 



Finalizando esta etapa da visita, fomos conhecer uma sala com jogos interativos. Essa sala tinha uma parede da altura da criança com ímãs e as crianças montavam a sua historia usando imagens da nossa cidade e de outros objetos comuns do nosso dia a dia. Nessa sala, Alice conheceu uma menina linda da mesma idade que ela, e pela primeira vez pronunciou a palavra "Amiga". Guardo com carinho lembranças desse momento e gostaria de um dia rever a Olívia, que foi a primeira que Alice chamou de "migááá". Fiquei triste por não ter tirado nenhuma foto das duas.




Foi uma manhã bem gostosa que passamos no MIAN. Foi tudo bem rapidinho, cerca de 1h no total, e a entrada custou 20 reais. Caso a mamãe queira levar a comidinha da criança, o museu tem uma copa com microondas e cadeirão para o bebê. Nós indicamos a todas vocês que quiserem viver essa experiência bacana e diferente com seus filhos. Eu já estou vendo a programação para voltar lá com a Alice. 

Quem quiser conferir a agenda do MIAN pode entrar no site:  MIAN- Naif

Espero que tenham curtido. Beijos e até a próxima
Pri 

Nenhum comentário:

Postar um comentário