segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Os Mesversários

Olá!

Uma das descobertas que fiz depois que me tornei mãe, foi que ser mãe é "pagar com a língua"! 
Já me peguei fazendo muitas coisas que criticava outras mães fazerem, e uma delas foi o Mesversário. Confesso que quando olhava as comemorações em fotos, pensava ou até mesmo falava frases como: "Meu pai, quanto dinheiro gasto desnecessariamente ", "a criança não entende nada", "tem que ser rico pra ficar fazendo festinha todo mês" e blá, blá, blá. Rs.
Alice nasceu e para mim e para o meu marido, os mesversários passaram a ter um significado muito especial. Entendi que a cada dia vivido com um bebê, é motivo para comemorar. São muitas dificuldades, muitos desafios, dias tensos em que você simplismente acha que não é capaz de superar aquela dificuldade. O bebê é um ser muito frágil e a nossa dependência em Deus se tornou ainda maior e nosso coração agradecido também. Então, decidimos que todos os meses faríamos uma reunião com a família para fazer uma prece a Deus em agradecimento pela vida e saúde de nossa filha, por ter nos ajudado a enfrentar aqueles desafios vividos naquele mês e pedir força e sabedoria para viver os próximos. 
Então, os meses foram passando e fomos comemorando a cada mês e quanto maior ela ficava mais ela curtia e posso dizer que todos valeram muito a pena. 
Nesse post quero dividir com vocês algumas dicas de como você pode fazer na sua casa uma comoração simples e viver também essa experiência especial com seu pequeno que ficará registrada por toda a vida de vocês em família. 

Não sou decoradora e nem promotora de eventos, mas, gostaria de compartilhar com vocês como fiz aqui com os mesversários da Alice.

1- A Escolha do Tema.

Este é o primeiro passo para que a comemoração tenha uma organização e o resultado seja bacana e diferente a cada mês. No meu caso, decidi que até que eu percebesse alguma preferencia dela por personagem, eu escolheria o tema. E assim foram os primeiros 5 meses. 
Nossas comemorações foram sempre simples, mas, quis que tivesse uma decoração na mesa bem bonitinha. Agora, passados os 11 meses, posso fazer um álbum de fotos com o registro de todos os meses. 

2- A decoração

Tanto para meninos quanto para meninas, reparei que algumas peças e cores são "coringas". Você pode usar em todos os meses e não precisa gastar dinheiro para ficar comprando coisas o tempo todo. Exemplo, a cor rosa, lilás e vermelho para meninas podem entrar em vários meses. Azul, verde e amarelo para meninos também. 
Então, quando você escolher o tema, você deve puxar a decoração para essas cores que você já tenha os acessórios em sua casa, isso irá possibilitar que fique bonito sem precisar que você fique comprando coisas o tempo todo. 
Algumas mesas com tampo de vidro ou madeira, dispensam o uso de toalhas e de bandejas. Caso você deseje usar bandejas, você pode confecciona-las usando caixas de sapato forradas com papel nas cores escolhidas.
É legal usar em cima da mesa uma pelúcia, brinquedo ou desenho de papel que represente o tema escolhido para compor. Não precisa encher de coisas. Apenas alguns detalhes que representem o tema. 
Terceiro Mês: Corujinha




Primeiro Mês: Passarinhos





Quarto Mês: CupCake




Observem os ítens que são sempre usados e as cores escolhidas ( facilita na hora de comprar os itens da decoração). As varetas para colocar as bolas por exemplo, podem ser usadas em todos os meses e o suporte para por as bolas também. A mesa com tampo de vidro dispensa o uso de bandeja.


Quinto Mês: Joaninha





Sexto Mês: Backyardigans



Sétimo Mês: Brasil na Copa do Mundo



Na mesa de madeira, pode-se usar um tecido para compor o visual e usar para por os docinhos.


Oitavo Mês: Arraiá


Nono Mês: Peppa Pig


Nessa decoração da Peppa são utilizados personagens de papel para decorar a mesa. São baratos e é um ótimo recurso quando você não tem os bonecos de brinquedo.


Décimo Mês: Moranguinho




3- Bolos e Doces

Eles dão um colorido e uma beleza incomparável a mesa e por isso sempre investi nos personalizados e decorados. Nunca fiz muitos doces, apenas uma quantidade suficiente para compor a mesa. Assim, não ficava muito caro.
Muitas pessoas conhecidas me perguntam com quem eu faço, e o nome dela é Carla Damásio. 
Deixo o link do facebook dela para quem desejar fazer orçamento. 
Caso não seja possível encomendar esses bolos e doces, faça você mesmo. Use confeitos nas cores escolhidas e forminhas também. Ficará lindo!
O Ultimo mesversário da Alice foi comemorado ontem, e como disse, deixei o tema pela preferencia dela. Seus personagens preferidos são Mickey e Minnie, ela curte muito A Casa do Mickey Mouse. 




Decidi escrever esse post porque durante esses 11 meses concluí que não é preciso ser rica para fazer uma comemoração a cada mês, Um simples bolo feito por você mesma pode eternizar essa data especial. Que não é um gasto desnecessário e ontem ao vestir ela de Minnie e ver a alegria no olhar ao colocar as orelhinhas e cantar o parabéns  me fizeram entender que ela curtiu cada momento e proporcionar momentos felizes a ela é o que motiva a minha existência. 
Valeu muito a pena comemorar todos os meses e lembraremos com carinho de todos eles.

Espero que tenham curtido. 

Beijos e até

Pri





quarta-feira, 17 de setembro de 2014

A Psicomotricidade e o Corpo em Movimento

Quando Alice nasceu me propus a aproveitar muito bem todo o tempo que tinha com ela, e além de todos os cuidados que eu precisava ter com uma recém-nascida, comecei a ler bastante sobre formas de estimular o desenvolvimento dela. 
Busquei sites, vídeos, depoimentos de profissionais e tudo que me fizesse entender melhor como fazer para que ela crescesse bem espertinha. 
Até que eu conheci as aulas de Psicomotricidade. O nome parece complicado e cheio de mistérios, mas, cada vez que leio, vejo vídeos e participo dessas aulas, me apaixono mais por todo seu conceito e prática.
Aos 6 meses minha bebê começou a fazer aulas de natação, e na academia que ela realiza essa atividade, também são realizadas as aulas de psicomotricidade. As aulas são incríveis e tem ajudado muito no desenvolvimento da minha pequena. 

O post de hoje é muito especial. É com imensa alegria que informo as nossas leitoras que a partir desse mês teremos em nosso blog a participação da Psicomotricista Vanessa Macedo. Graduada em Educação Física pelo Centro Universitário Augusto Mota e Pós Graduada em Psicomotricidade Clínica e Educacional pelo Instituto Brasileiro de Medicina e Reabilitação (IBMR). Uma excelente profissional que irá compartilhar conosco um pouco da sua experiência e vai nos ajudar a entender como melhor auxiliar no desenvolvimento dos nossos bebês.




Segue o primeiro post, uma introdução a psicomotricidade. 

A Psciomotricidade e o Corpo em Movimento.




Olá meninas, é uma alegria enorme estar aqui com vocês para falar de um assunto que me apaixonei desde os tempos da graduação. 
Vamos falar sobre o desenvolvimento infantil. 
Mas, como falar sobre desenvolvimento, sem falar em Psicomotricidade e sua importância na vida dos pequenos? 
Deparo-me ainda com algumas pessoas surpresas quando falo sobre a Psicomotricidade. Mas, Psico o quê? O que é isso?
Então vamos lá! Convido vocês a mergulhar nesse divertido e colorido mundo do movimento.
O movimento humano acontece desde a vida intrauterina. É ao movimentar-nos que expressamos os nossos sentimentos, emoções e pensamentos. 
"O Corpo fala; Grita; Chora; Ri. O corpo é a expressão de si, é comunicação, é via de relação. O corpo revela uma linguagem, sendo esta a principal forma de comunicação da criança entre zero e dois anos. (ROCHA, 2011)".
A psicomotricidade é a área que se ocupa da educação do corpo em movimento. Ela vem a auxiliar a construção e a descoberta das fases motoras e intelectuais da criança. Trabalhando o corpo na sua totalidade sem jamais separar o intelecto do movimento, ajudando na estruturação da personalidade e do desenvolvimento global, explorando o mundo que a rodeia através do brincar.


Vanessa Macedo
Profª de Educação Física
Pós Graduando em Psicomotricidade Clínica e Educacional

No próximo post a educadora falará sobre: As fases do Desenvolvimento Motor.

Compartilho com vocês algumas fotos das aulinhas da Alice e da tão carinhosamente 
chamada tia Vanessa.














Espero que tenham curtido esse assunto que eu amo, saibam que continuaremos conversando sobre ele. Caso tenham alguma dúvida é só enviar email para charmedemae@blogspot.com.br . 

Um beijo grande e até !
Pri


segunda-feira, 8 de setembro de 2014

TOP 5 para Enxoval


O enxoval é um assunto super comentado e sempre rola muita dúvida para as mamães de primeira viagem.

Lembro que quando engravidei peguei várias listas na internet e passei um fim de semana inteiro com uma amiga no sítio dela conversando sobre cada item das listas e ela me passou sua experiência, disse o que era necessário, o que era exagero e me deu excelentes dicas de marcas e tudo mais. 


Tem lista pra bebê que nasce no inverno e pra bebê que nasce no verão. Na minha opinião, cada mamãe precisa ter um número mínimo de cada tipo de roupa e ir comprando de acordo com as necessidades. Hoje não irei dar aquela listinha detalhada dos itens que compõem um enxoval (algumas leitoras já me solicitaram então decidi criar um post só sobre este assunto), mas ficará para o próximo. No post de hoje gostaria de trazer para vocês alguns itens que conheci, gostei bastante e acho que seria legal as mamães conhecerem também e quem sabe incluírem na listinha de enxoval.

  1.  Saco de dormir
Lembro que quando vi pela primeira vez esse saco de dormir, não dei muita importância. Mas, após o nascimento da minha bebê vi como eles são ótimos. Esses sacos podem ser feitos de algodão para os dias com temperaturas mais amenas ou de fleece para os dias mais frios.  

Quando somos mães de primeira viagem temos medo de tudo! Eu, pelo menos, tinha muito. Fui recomendada pelo pediatra da minha filha a não cobri-la com lençóis ou cobertores, pois tinha o risco de ocorrer sufocamento. E eu ficava neurótica com isso e com mais um monte de coisas, confesso. Aprendi que devo aquecer o bebê com roupas, pensando sempre no seu conforto. Então, esses sacos de dormir são maravilhosos porque aquecem o bebê e eles tem zíper na frente o que facilita a troca de fraldas. Os sacos podem ser utilizados durante todo primeiro ano de vida do bebê. É possível encontrar para todos os tamanhos. 




        2.  Swaddleme 

Trata-se de cueiro ajustável para enrolar o bebê e pode ser usado de 0 a 6 meses. Olhando, ele parece estranho. Dá a impressão que o bebê está em uma camisa de forças, rs. Mas, devemos olhar pelo olhar do bebê, e pensando assim vemos que este item é muito bacana. No "Encantadora de Bebês", livro muito lido pelas mamães de primeira viagem como eu, a autora dá a dica deste cueiro. Quando o bebê nasce, estranha muito o novo meio em que está, que é bem diferente do útero, onde ficou durante os 9 meses da gestação. O cueiro ajustável, permite que o bebê fique apertadinho, como um charutinho e isso faz com que ele relembre a posição e o calor que sentia enquanto estava no útero da mãe. Para recém nascidos é uma forma de ajudar a mantê-lo calmo, dando a sensação de segurança e isso auxilia no controle do choro. 
Até os 3 meses o bebê pode vir a sentir cólicas, e é uma fase muito difícil para as mamães que sofrem junto com o bebê. O Swaddleme também pode ser um grande aliado para manter o bebê numa posição e com o aquecimento da região abdominal  auxiliando no controle desta dor. 
Um outro ponto positivo é que os bebês quando se sentem seguros e protegidos conseguem dormir melhor em seus bercinhos sozinhos.





Deixo aqui duas lojas virtuais onde vocês podem encontrar os ítens acima. 

Onde encontrar no Brasil: 
Loja Virtual Baby Bee.
www.babybee.com.br/ ( Esses possuem um formato que não precisa retirar totalmente para trocar o bebê, então ele fica sempre aquecido.)

Loja Virtual Ciranda Infantil
www.cirandainfantil.com.br ( Esses são em forma de fantasia, bem bonitinhos e com estampas diferentes)


 3. Descongestionante Nasal 

Umas das piores sensações para mãe é ver o seu bebê com problemas respiratórios e sufocado sem conseguir respirar quando tem um resfriado. Lembro da minha angústia ao ver minha bebê sem conseguir mamar e respirar ao mesmo tempo e era horrível. Uma amiga me indicou esse descongestionante e eu simplesmente amei. O mecanismo dele é super simples, prático e resolve de uma forma maravilhosa. É claro que se for algo mais sério, você precisará de recursos medicamentosos. Uma ponta é colocada no nariz do bebê e com a outra o adulto aspira a secreção utilizando a boca. O aspirador possui um filtro que não permite que a secreção seja aspirada pelo adulto.
Infelizmente não vejo esses descongestionantes sendo vendidos em farmácias aqui no Brasil. É necessário comprar pela internet em lojas virtuais, mercado livre ou pedir que algum conhecido traga de fora. Trago as duas marcas para referência de vocês.






4. Redutor para carrinho e bebe conforto


Quando minha filha nasceu percebi como um recém nascido é pequeno e molinho. Eu não fazia ideia de que não era possível mantê-la confortável no bebe conforto do carro. Até uns 3 meses o bebê fica muito solto e o redutor de bebê conforto ajuda muito a mantê-lo seguro e bem acomodado, principalmente a cabecinha que ainda não fica firme nos primeiros meses. O Redutor pode ser utilizado no bebê conforto, no carrinho e até mesmo no berço. Gostei muito de ter utilizado e recomendo. 

Segue o link de uma loja virtual aqui do Brasil.
www.primeiraidade.com.br/



O da minha bebê é o segundo modelo da marca Summer Infant Snuzzler. 

 


O último item é uma dica para o enxoval das mamães que pretendem amamentar seus bebês. Divido ele em dois, pois um complementa o outro. 

5. Bomba para tirar leite

Fiz o parto cesariana e em 4 dias o meu leite desceu e se eu não tivesse à mão uma boa bomba de tirar leite teria problemas. Acho a bomba fundamental pois o leite desce em uma quantidade maior do que geralmente é consumida pelo recém nascido, que ainda está se acostumando com a pega, com o peito e tudo mais. A questão é que se não retirado pode "empedrar" , e isso pode ser prejudicial a mãe. Com o tempo isso modifica e o nosso organismo é tão inteligente e perfeito que passamos a produzir aquilo que é suficiente para o bebê. Mais a frente farei um post especial sobre amamentação e explicarei melhor tudinho. Por hora, vamos falar sobre a retirada e o armazenamento do leite.
Existem várias marcas boas, mas, gostaria de falar sobre a bomba da Medela que eu utilizei e gostei muito.  Encontrada na forma manual ou elétrica.










Escolhi a manual, exibida na primeira foto, pois era mais barata e tão boa quanto a elétrica. Não senti nenhuma dor e eu podia levar para qualquer lugar e retirar facilmente. O  seio é posicionado na parte da concha e a válvula é movimentada para cima e para baixo. A bomba puxa o leite e armazena no recipiente acoplado. Utilizei no mesmo dia em que o leite desceu, e foi ótimo. Não tive qualquer problema devido ao acumulo de leite na mama. 

Como havia dito, a dica era dividia em duas, a segunda dica é o local para armazenar o leite. Muitas pessoas utilizam potes de vidro e eu tinha dificuldade em encontrar esses potes, além deles ocuparem muito espaço na geladeira. Então eu conheci os sacos para armazenar o leite. Muito práticos e não ocupavam muito espaço na geladeira e adorei.
Trago para vocês algumas marcas que são facilmente encontradas.
Nos saquinhos é possível identificar a caneta a data e horário em que o leite foi retirado e podem ser congelados e consumidos por até 15 dias. 
Para as mamães que irão retornar ao trabalho após a licença maternidade e desejam continuar com o aleitamento materno, é um ótimo recurso para a retirada, armazenamento e transporte do leite no trabalho até chegar em casa. 




Bom, espero que tenham curtido as dicas, caso tenham o desejo de fazer alguma pergunta o email é charmedemae@gmail.com , vou adorar responde-las e ajudar a vocês com o que precisarem. 

Até mais, beijos.
Pri